Selecione a página

Aprender a conviver com as diversidades

Aprender a conviver com as diversidades

“A verdadeira descoberta consiste em ver o que todo mundo viu, e pensar o que ninguém pensou” Szent-Gyorgyi
O ser humano , isso a grande maioria, principalmente aqueles que de humildade não entendem, acreditam que se você é contrária a alguma de suas atitudes, não serve mais como amiga (o).
Não aprenderam que a verdade não é absoluta….é de Deus.Não estão preparados para viver nesse mundo.
Tenho como experiência própria que por ser contrária a certas atitudes tomadas, por gerenciadores dos poderes, deixo de respeitá-los ? nada disso….Torço para que tudo caminhe na paz. E eles me torcem o nariz.
Não posso deixar de falar o que sinto quando pessoas que sempre me respeitaram, e vice versa, devo eu, estar sempre de acordo…impossível.
Amo meu filho, meu irmão, mas quantas não são as vezes que somos de opiniões opostas, e nem por isso deixamos de nos respeitar e amar uns aos outros.
Se fosse levar tudo ao pé da letra…o que dizer de um ex governador “in memoriam” que para colocar seus “apaniguados “, ergueu um frustrante sistema, onde muitas pessoas com carreira feita, foram prejudicadas, tendo hoje que se socorrer de três empregos?. Uma delas fui eu. Os salários eram maiores que dos concursados….Hoje sei de muitos que se locupletaram em cargos, mas não abrem o bico.
Meu Deus , porque esse senhor agiu assim, prejudicando tantos cidadãos da Educação,vou eu deixar de reconhecer o trabalho de seus amigos, e apontar falhas que acredito, em minha pouca experiência….não de anos…não de idade, só por conta de alguém que me prejudicou.?..”Cada” arma” com seu uso, cada broca com seu fuso” . Seus amigos, não são meus inimigos.
Assim como tenho o maior respeito por um cidadão dessa cidade …o Nino…, Não creio pessoa tão bem, intencionada como ele. Mas fui contra o armamento…Nem por isso vou deixar de respeitá-lo e torcer por suas vitórias. Assim é a vida.
Outra, é uma pessoa pública, com P maiúsculo,na época lá atrás, cuja secretária fez arranjos para que uma senhora conseguisse assinatura de alguém que faleceu, para receber aposentadoria da senhora falecida….Porque não posso falar? Aconteceu na minha frente .Não sei se o delito foi firmado..Mas Dr Ademar de Barros…não o “famoso”, apenas homônimo, deve saber.
Mas continuo a respeitá-lo. Talvez a secretária quisesse mostrar serviço , e seu “patrão” nem sabia. Isso aconteceu na minha frente , em São Paulo, no IPESP . Nem por isso vou deixar de respeitar o senhor cidadão em questão. Não sei sua intenção.
Eu respeito as pessoas sim, mas não sou obrigada a gostar do mesmo tom de azul que não o seu.
O dia, em perder a capacidade de me indignar, diante de abusos cometidos, ou coisas mal arrumadas, contra o pobre brasileiro pobre….Nesse dia terei certeza de que perdi minha essência, despojei-me de meu caráter, e banalizei minha história. Aprendam a respeitar o tom de azul do “outro”. A vida será mais fácil , e verão que nem tudo que se diz , é com o intuito de denegrir….sim ajudar. Talvez não tenhamos a devida capacidade para tal.
Podemos achar que estamos corretos e erramos, pois a verdade absoluta, só à Deus pertence.
Tenho dito
Darcy Dantas

Últimos Vídeos

Carregando...

Charge

Publicidade

Publicidade

Arquivos

Publicidade